quinta-feira, 8 de novembro de 2018

HISTÓRIAS DO SR P: inteligência

Em seus momentos de lazer o Sr. P costuma ir para um determinado bar. Lá ele conversa largamente sobre variados assuntos antigos e atuais. Certa feita um amigo resolveu elogiar a erudição do Sr. P.
- O Sr P é muito inteligente.
- Mas de nada isso me adianta. Não ganho nada com isso.
Respondeu o Sr P.

Montagem: João Alves

sábado, 20 de outubro de 2018

Capitulo 2. o assassinato dos inocentes.

O Primeiro Evangelho do Anticristo Segundo o Terceiro Mundo 


manipulação de imagem e montagem : João Alves



1. Nestes tempos o Rei dos Reis se esqueceu do Terceiro Mundo. 2. Aqueles que se iludem pensando serem divinos reis tomaram conta da terra e impuseram falsos reinados. 3. Exploradores de Mãos Santas, usurários da Pedra Preta, Déspotas Ilegítimos, Excelentíssimos Golpistas. 4. Como gafanhotos colheram as plantações que não suas, comeram e se refestelaram. 

5. Quando a estrela brilhou na terra, apontando toda a luz do ponto colateral, os falsos reis se assustaram. 6. Garrotearam o boi de estrela na testa em sua inocência como sacrifício inevitável. 7. Mas a luz estelar ainda refletia nos pratos sobre a mesa e isso assustou os falsos reis. 

8. Os falsos reis ouviram dos lábios dos reis magos a velha nova notícia e se regozijaram, pois a companhia do anticristo os libertaria. 9. Aliaram-se, a princípio, em nome da segunda morte do boi de estrela na testa, a morte da herança que ele representava na fraca memória das pessoas. 

10. As mentiras, com a conivência dos magos, reinaram sobre a terra, rodaram em fibras óticas e em ondas da terceira geração. 11. A mentira misturou-se a verdade, quase virou verdade, mas descobriram sua verdadeira natureza enganatória. 12. Os reis magos perceberam que suas ilusões eram truques manjados e fugiram em tempo. 13. Os reis magos silenciaram-se, isolaram-se e encastelaram-se em seus palácios de onde podiam disparar suas velhas palavras genéricas sem se exporem.

13. Os falsos reis sentiram-se zombados pelos reis magos e decidiram que iriam mudar tudo aquilo que estava acontecendo nem que fosse na força. 

14. Então se cumpriu o que foi dito pelos profetas. 15. Ouviu-se em todos os pontos choro e ranger de dentes. 16. As mães e os pais choraram a perda de seus filhos. 17. Os atabaques e berimbaus foram silenciados para que os negros alvejassem sua alma em salmos e provérbios antigos e sem sentido. 18. O amor foi proibido. 19. Homens e mulheres que ousaram amar outros homens e mulheres foram torturados, supliciados e assassinados em praça pública. 20. O sangue banhou a terra, as calçadas e as matas. 21. O Terceiro Mundo, que nunca seria vermelho, banhou-se do vermelho vital de milhares de inocentes. 

22. O Silêncio e o Medo pairava sobre os homens. 

23. O Filho do Homem olhou para a terra e sentiu-se como se estivesse novamente em Getsêmani. 24. A solidão guiou-o até a borda do céu onde ele sentou, distante das vistas de seu pai, e chorou. 25. O Filho do Homem contemplava o Terceiro Mundo e chorava sentindo-se impotente, por já ter dito e feito tudo que esteve ao alcance de suas mãos.

domingo, 30 de setembro de 2018

diálogos em ano eleitoral #02

(O cenário é um boteco no centro de São Paulo. O dono é nordestino e vota no PT, o filho dele nasceu em São paulo e também vota no PT. O público frequentador é bem variado nas opiniões políticas, mas facistas saem de lá com a orelha quente e não voltam mais. No balcão estou com um amigo cantando alegremente).

EU E AMIGO (cantando completamente embriagados): "Ey, Ey, Eymael/Um democrata cristão/Pra presidente do Brasil queremos Eymael/Pela família e pela nação"

(risos)

EU: Você sabe alguma coisas sobre o Eymael além do Jingle?

AMIGO: Não. (Pausa). E você!

EU: Também não. 

(Bebemos um belo gole de cerveja. Olhamos um para o outro e cantamos). 

EU E AMIGO (cantando): "Ey, Ey, Eymael (...)"

diálogos em ano eleitoral #01


(O cenário é um boteco frequentado majoritáriamente por pessoas de direita mas que tem uma dose de cachação São Francisco a 4 reias. O chapeiro e o garçom são populares e votam em candidatos com propostas mais voltadas a esquerda, o dono do boteco é nordestino e está indeciso, mas não vota na direita. Estou sentado a mesa com um amigo pequeno empresário tomando doses de cachaça São Francisco)
AMIGO: E esse tal de João Amoedo? 
EU: O Executivo do Banco Itaú que cobrava juros abusivos e ilegais de 400%? Não tenho verba para um presidente desses. 

(Dei um gole em meu copo de São Francisco e eu, que não podia, paguei a conta como se faz na velha política).

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

CAPÍTULO 1. o nascimento segundo a palavra.

O Primeiro Evangelho do Anticristo Segundo o Terceiro Mundo

manipulação de imagem e montagem: João Alves

1. Neste tempo deus é brasileiro e o anticristo também o é.

2. O opositor do novo testamento foi vaticinado no novo mundo e agora foi revelado. 

3. Nasceu nos louros do civismo e da obediência em berço esplêndido. 4. Forjado na graça da luz dos porões de chumbo da média meritocracia nacional. 5.Velando em sua manjedoura, repleta de fios de ouro de tolo, haverá um bode expiatório a ser morto na próxima estação, uma ovelha já com a corda no pescoço e um boi martirizado com estrela na testa que, em sua inocência, não desconfia de nada. 6. O boi é crédulo, mas os reis são magos, portadores de divinos presságios encantatórios, armados de boniteza incontestável, falam línguas e nelas não cessarão. 

7. Os reis magos não adoram o menino anticristo. 8. Eles sabem dos caminhos, percorrerão grandes lonjuras para mediarem oferendas. 9. Criarão a ilusão de unirem dois mundos. 10. Os reis magos, com suas antenas sagradas, pensarão unir: as línguas da torre de babel, a legalidade do pentateuco, a sabedoria dos provérbios, a poesia dos salmos, a erótica dos cânticos dos cânticos, a esperança dos profetas, o misticismo dos essênios e o pragmatismo do antropoceno. 11. Os reis são magos, a ilusão e a mentira são os reinos da magia. 

12. Diante disso, ungidos pela aparência de coerência, os reis magos são profundamente melancólicos. 13. Dizem habitar a infinita sabedoria que traz a felicidade, mas, paradoxalmente, em sua solidão percebem sua profunda tristeza. 14. Olham para o menino-anti-deus e amarelamente esgarçam seus dentes em sorrisos plenos de certas incertezas. 

15. O nascimento do anticristo é a mais nova aliança 2.0. 

16. Os rebanhos serão invocados. 17.As turbas infelizes sairão as ruas. 18. Um milhão encherá as redes. 19 Haverá de tudo: sardinhas, dourados, camarões, ostra, tubarões e traíras. 20. Das profundezas de onde habitam sem luz, pouco imaginam a luminosidade da superfície. 21. Do manto de prata que reluz nas ondas dos mares nada sabem e nunca saberão. 22. Os novos tempos não são de boa nova. 23. Os tempos são simplesmente a velha notícia publicada com tinta sobre o pixel. 

24. Espalhai a velha nova notícia: hoje, nasceu o anticristo. 25. Nem todos serão felizes sobre a terra.

(com colaboração do apóstolo Sócrates Magno Torres, adepto da deflagração das coisa, e observações de Bruno Cordeiro Cassoni, crítico para alavancar os fazeres dos amigos)

terça-feira, 11 de abril de 2017

1,57 ... sou um homem baixo

 "Meu inimigo é apenas o centímetro que me falta de altura. Continuaria, eu, sendo o que sou, se acaso um centímetro a mais eu tivesse? Que é um centímetro? Não será mão, nem pé, nem braço ou rosto, nem parte alguma que pertença ao corpo. Apenas um centímetro a mais. Que há num simples centímetro? O que chamamos rosa, independendo do tamanho, tem igual perfume. Assim, se não tenho o centímetro que me falta, conservo a pessoa que sou e vago sem altitude que valha mais. Risca os certificados de minha altura, e, em troca dela, que não é parte alguma de mim fico por inteiro".


(#ParodiandoShakespeare)

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

SOBRE NADO


Busco a praia dos inutensílios
No meio da tormenta absurda do utilitário.
Suas mãos são meus auxílios.
Nosso tempo é refratário.
Rompendo ondas nas braçadas,
Sigamos fortes e atentos.
Sigamos nadando de mão dadas.
Este mar exige discernimentos.